Ginasta de São Caetano, Yuri Guimarães é convocado pela seleção brasileira que vai às Olimpíadas de Paris

Ginasta de São Caetano, Yuri Guimarães é convocado pela seleção brasileira que vai às Olimpíadas de Paris

Considerado sucessor do medalhista olímpico e mundial Arthur Zanetti, o ginasta Yuri Guimarães conquistou três medalhas (ouro nas Argolas e no Solo e bronze nas Barras Paralelas), no Troféu Brasil 2024, disputado no Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro, última competição oficial antes dos Jogos Olímpicos de Paris-24 que será disputado entre os dias 26 de julho a 11 de agosto. De quebra, Yuri teve ratificada sua convocação para a seleção brasileira de ginástica artística (como reserva), que disputará os Jogos Olímpicos de Paris-24.

Ao lado de Yuri estão convocados para as Olimpíadas: Flavia Saraiva, Jade Barbosa, Julia Soares, Lorrane Oliveira e Rebeca Andrade, Andreza Heloísa Lima e Carolyne Pedro (feminino) e Arthur Nory, Diogo Soares e Caio Souza (masculino).

A coordenadora de Ginástica Artística (GA), Maria Salete Meneguello, falou sobre a convocação da nova joia da ginástica de São Caetano do Sul. “A convocação do Yuri nos enche de orgulho e nos dá, cada vez mais, a certeza de que estamos no caminho correto na lapidação de novos talentos. Aliás, não tem como não relembrar da primeira convocação do Arthur Zanetti, em 2008, também para reserva da seleção brasileira, assim como está indo agora o Yuri Guimarães”, comentou Maria Salete Meneguello.

YURI E A GINÁSTICA

Yuri Iniciou na ginástica aos 7 anos, no Centro Esportivo do Ibirapuera, na capital paulista, e após alguns anos seu técnico (Caio Guilherme) explicou para seus pais que São Caetano era um verdadeiro celeiro de grandes ginastas. Em 2012, Yuri realizou um teste com os treinadores Marcos Goto, Rodrigo Sampaio Caron e Hugo Lopes de Oliveira e passou.

Nos primeiros meses de treinos em São Caetano, Yuri era levado pelos avós, de São Paulo para São Caetano, até que seus pais decidiram morar na cidade, para o filho estar mais próximo do local de treinamentos. Em 2013, o ginasta e a família já moravam no Bairro Boa Vista, bem próximo do local de treinos – atualmente, Yuri mora no Bairro Santa Paula.

“Meu primeiro encontro com (Arthur) Zanetti, que havia acabado de conquistar a medalha de ouro em Londres, foi surpreendente. Ao mesmo tempo em que eu estava atônito por estar treinando ao lado de um campeão olímpico, isso me dava a cada dia mais ânimo e vontade de treinar mais e melhor para chegar um dia aonde ele chegou”, relembra Yuri Guimarães.